Galeria Emma Thomas. esta quinta – individual do chileno Rodrigo Zamora & da coletiva Sinopse de Vários Territórios com Samuel de Jesus, Patrícia Osses, Mau

Estándar

 

En Sao Paulo, Brasil

emma thomsom

Emma Thomas inicia 2014 com individual de Rodrigo Zamora e uma coletiva, simultaneamente

São Paulo, janeiro de 2014 – No dia 16 de janeiro, às 18h, a galeria Emma Thomas, na atividade há sete anos pelas mãos de Flaviana Bernardo, Juliana Freire e Monica Martins, abre duas exposições simultaneamente: “Clarity and Confusion (heart of darkness)”, individual de Rodrigo Zamora, e a coletiva “Sinopse de vários territórios”, da qual participam Juliano Gouveia dos Santos, Maura Grimaldi, Patricia Osses e Samuel de Jesus. Ambas ficam em cartaz até 11 de fevereiro.
Na exposição “Clarity and Confusion (heart of darkness)”, de Zamora, confluem vários aspectos da visualidade, como o ofício do desenho e questões inerentes à pintura e à fotografia. O artista chileno trabalha a potência figurativa da imagem fragmentada, explorando os limites entre a memória e a sua representação.
Além da pesquisa sobre a paisagem cotidiana, para esta mostra Rodrigo Zamora apresenta uma nova série onde pequenas esculturas que se assemelham a um coração humano são o ponto de partida para suas aquarelas. As pinturas mantêm uma relação de verossimilhança com as referências, porém deixam a lacuna necessária à interpretação do observador.
O projeto “Sinopse de vários territórios” resulta de uma residência na École Supérieure des Beaux-Arts de Tours (França) entre setembro e outubro de 2013. A proposta era explorar a questão da paisagem como gênero através da fotografia, vídeo e som, refletindo sobre o que constrói e define um território.
Na exposição são apresentadas as pesquisas de quatro artistas. Juliano Gouveia dos Santos apresenta duas instalações para as quais a ideia de suspensão é central. Maura Grimaldi realiza experimentações com mecanismos óticos e processos de impressão controlados pela própria artista. Patricia Osses investiga os lugares literários de Tours, sua arquitetura e histórias locais, para produzir uma imagem quase ficcional. Por fim, Samuel de Jesus apresenta uma instalação sonora e visual realizada com a participação de Julio de Paula e da equipe do Atelier d’Écriture et Son de l’ESBA TALM.
“Clarity and Confusion (heart of darkness)”
Rodrigo Zamora
Santiago , 1970
Vive e trabalha em Santiago. Graduou-se em Belas Artes pela Universidade do Chile. Foi contemplado em três ocasiões com uma bolsa do Fundo para as Artes do Conselho de Cultura do Chile (2007, 2008 e 2011); com o programa de residência da Cultura do Chile (CNCA) e México (FONCA – CONACULTA). Fez 16 exposições individuais, com destaque para as realizadas na Galería Patricia Ready (Montevidéu, em 2012), Galeria Casa Cuadrada (Bogotá, em 2011), Galeria Florencia Loewenthal (Cidade do México, em 2008 e 2009), The Physics Room (Christchurch, Nova Zelândia, em 2007) e no Museo de Arte Contemporaneo de Santiago (Santiago, em 2005). Coletivamente, seu trabalho já foi apresentado em diferentes espaços em Santiago, Valparaíso, Montevidéu, Lima, Bogotá, Chicago, Buenos Aires, La Paz e Berlim entre outros. Suas obras estão em coleções públicas e privadas no Chile, Argentina, Brasil, Colômbia, Peru, México, Inglaterra, Espanha e Estados Unidos.
“Sinopse de vários territórios”
Juliano Gouveia dos Santos
Mauá (SP), 1979
Artista que trabalha, sobretudo, com fotografia. Começa a expor seus trabalhos em 2007 (“O Lado”, no MIS-SP), tendo realizado exposições individuais também em Recife e Piracicaba (SP) e em Lisboa. Dentre os diversos prêmios e apoios recebidos para a realização de seus trabalhos, destaca-se o XII Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia, que deu origem ao livro Nadir (2013), o Prêmio Nascente de Artes Visuais (2009), o Prêmio ProAc de Apoio às Artes Visuais (2008). Desenvolve seus trabalhos também em âmbito acadêmico, sendo atualmente doutorando em Artes pela ECA-USP. Em 2013, a Edusp lança “Tangentes do Jardim Imperfeito”, resultado de sua pesquisa de mestrado.
Maura Grimaldi
São Paulo, 1988
Vive e trabalha em São Paulo. É mestre pelo programa de Artes Visuais da ECA-USP. Bacharel em Artes Plásticas com habilitação em pintura pela mesma instituição, passou a desenvolver seus primeiros trabalhos com fotografia ainda na faculdade. Já participou de exposições em Fortaleza, Belém, São Paulo e Rio de Janeiro, entre outras cidades. Entre suas principais exibições destacam-se “4 Cidades”, realizada no Círculo de Artes Plásticas de Coimbra, I Mostra do Programa de Fotografia 2012/2013, realizada no Centro Cultural São Paulo, e a exposição “Esquinas”, MAC/USP em 2012.
Patricia Osses
Santiago (Chile), 1971
Residente em São Paulo desde 1973, é artista plástica formada pela ECA-USP, onde atualmente cursa doutorado em Poéticas Visuais sob orientação de Carlos Fajardo. Também tem formação em arquitetura e música (violoncelo). Seu trabalho trata de reflexões sobre o espaço e sua relação com o indivíduo, através de diversos meios, como instalação, performance, fotografia e som. Tem realizado residências artísticas em países como Chile, Inglaterra, França e Argentina. Entre suas principais exposições individuais estão “Ex-Libris”, realizada em 2012 na Galeria Leme, em São Paulo; “Vigne-mère (Videira-mãe)”, realizada no Centro Universitário Maria Antonia/USP, também em 2012; e “Metales Pesados Visual”, em 2011 na Pequeña Colección de Biliotecas, em Santiago (Chile).
Samuel de Jesus
Chartres (França), 1974
Residente no Brasil desde 2008, é professor doutor em História da Arte Contemporânea e História da Fotografia, artista, crítico e curador em fotografia. Tem bacharelado em História da Arte pela Université François Rabelais, Tours (França), e é titular do Diploma Nacional em Artes Plásticas pela École Superieure des Beaux-Arts de Tours. Mestre em artes visuais pela Universidade de Paris I Panthéon-Sorbonne, Doutor em cotutela em Etudes cinematographiques et Audiovisuelles pela Université Paris III Sorbonne-Nouvelle e em Comunicação e Cultura pela ECO-UFRJ. Encerrou em 2013 sua pesquisa de pós-doutorado na ECA-USP, sob a direção de Sônia Salzstein Goldberg. Além de vários artigos em revistas especializadas nacionais e internacionais, colaborando em vários projetos artísticos, Samuel de Jesus é autor do ensaio “Saudade. Da poesia medieval à fotografia contemporânea, trajetória de um sentimento ambíguo”, publicado pela editora Autêntica, a ser publicado em 2014.
“Clarity and Confusion (heart of darkness)”, por Rodrigo Zamora, e coletiva “Sinopse de vários territórios”
Abertura: 16 de janeiro, quinta-feira, às 18 horas
Período expositivo: 17 de janeiro a 11 de fevereiro
Rua Estados Unidos, 2205, Jardins – São Paulo
Segunda a sexta das 11h às 19h, sábados das 11h às 17h
Entrada gratuita/ Livre
Informações para a imprensa:
Bruno Palma +55 11 3871-0022 ramal 209

Responder

Por favor, inicia sesión con uno de estos métodos para publicar tu comentario:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s